top of page

+publicidade+

Conversas Maternas - Eduardo Duarte

A janela das oportunidades


A janela das oportunidades

É nos primeiros mil dias de vida do bebê que devemos investir tudo para o futuro das crianças: nutrição, desenvolvimento, crescimento, estímulo e educação adequada.


Um período fundamental para que a criança possa atingir o seu potencial máximo de crescimento e desenvolvimento na vida adulta.


Aproximadamente 80% do cérebro da criança se desenvolve até os dois anos de idade – Entendem como este período é importantíssimo na vida dos indivíduos. O que seu filho aprender, vivenciar, se alimentar, experimentar, até os 2 anos de idade será a sua reflexão até a vida adulta, sendo diretamente influenciado pelo meio que vive.

"Não podemos esquecer da aplicação de vacinas conforme a faixa etária como medida preventiva e essencial de saúde. Afinal, doenças, podem afetar diretamente desenvolvimento e crescimento!"

A janela das oportunidades

Mas por que contamos os dias de gestação? Na décima sexta semana da gestação se iniciam o paladar e o olfato do bebê, portanto a dieta da mãe influencia diretamente no paladar futuro da criança. A alimentação balanceada, suplementação adequada e cuidado individualizado com a mãe refletem na sua própria saúde e no cuidado intrauterino e na pós-vida do bebê.


O desenvolvimento neurológico também é exacerbado na vida uterina e pode sofrer influências externas como fumo, drogas e medicamentos ingeridos pela mãe. Há estudos que falam sobre 1.100 dias. Incluem os 100 dias antes da concepção e todo seu preparo, aporte nutricional e suplementar para este momento.


E após o nascimento?

Segundo a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a infância) nos primeiros mil dias, as células cerebrais podem fazer até mil novas conexões a cada segundo - uma velocidade única na vida. Essas conexões contribuem para o funcionamento do cérebro e para a aprendizagem das crianças. É importantíssimo e primordial que as crianças recebam os estímulos neuromotores e sensoriais adequados para que alcancem seus marcos de desenvolvimento e crescimento de maneira satisfatória.


A alimentação apropriada para os primeiros mil dias inclui dieta equilibrada da mãe na gravidez, o aleitamento materno exclusivo nos seis primeiros meses de vida do bebê e a partir daí, a introdução dos alimentos conforme orientação adequada e especializada.

É claro que junto a isto devemos fazer a suplementação de nutrientes essências a todo este desenvolvimento. Investir em alimentação saudável é tão importante nesta fase, sendo capaz de reduzir os danos ao crescimento e neurodesenvolvimento futuro da criança. Além de evitar as denominadas doenças crônicas não transmissíveis durante a fase de vida adulta, como a síndrome metabólica- obesidade, diabetes, dislipidemia e hipertensão arterial, entre outros.


Devemos considerar que nesta fase de vida, a criança tem a dependência absoluta de cuidados de um adulto, é fundamental que tenham um ambiente propício e acolhedor necessário para desenvolver laços fortes com seus cuidadores e lançar as bases para um desenvolvimento pleno e saudável. Portanto, nós podemos mudar o futuro desta infância e devemos buscar a melhor maneira de fazê-lo.


Conclui-se que fazer acompanhamento pré natal e pós natal adequado e regular influenciam diretamente no futuro desta infância. A medicina preventiva é o melhor remédio, sempre.


Cuidem-se, sempre!

*Bruna Mello é médica pediatra, formada pela UNESA desde 2016, com residência em Pediatria no Hospital Municipal Jesus. Cursa pós-graduação em Nutrição Materno Infantil pela FAPES. Também é consultora de amamentação.


Posts recentes

Ver tudo
Conversas Maternas
  • Twitter
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • LinkedIn
Grupo de mães

Deixe seu email pra receber mais dicas!

Seja bem-vindo!

Grupo de mães
bottom of page