top of page

+publicidade+

Conversas Maternas - Eduardo Duarte

Gastroenterite e desidratação

Conheça os cuidados e estratégias nutricionais para períodos de gastroenterite


Gastroenterite e desidratação

Em momentos críticos, quando os casos de gastroenterite e desidratação se multiplicam, a atenção às cuidados e estratégias nutricionais se torna essencial, especialmente quando se trata da saúde infantil.


Vamos entender as causas e estratégias para enfrentar esse desafio? Existe um risco muito grande de desidratação e precisamos tomar alguns cuidados.


Entenda a gastroenterite

A gastroenterite, geralmente causada por vírus, bactérias ou parasitas, é uma inflamação do trato gastrointestinal, resultando em sintomas como diarreia e vômitos. A desidratação torna-se uma preocupação séria, pois o organismo perde muito líquido.


Algumas estratégias nutricionais são válidas para lidar com o problema. Atenção!

  • Ofereça muitos líquidos, focando em água, soluções de reidratação oral, caldos leves,sopas, água de coco e chás gelados. Tente que a criança beba líquidos ao longo do dia para melhor absorção.

  • Opte por oferecer alimentos de fácil digestão, como arroz branco, bananas, maçãs, torradas e carnes magras cozidas ou ensopadas, que fornecem nutrientes essenciais sem sobrecarregar o estômago e o intestino.

  • Evite alimentos irritantes, eles pioram os sintomas. Durante episódios de gastroenterite, certos alimentos podem agravar os sintomas e prolongar a recuperação. Evite oferecer alimentos picantes, gordurosos e ricos em fibras, optando por opções mais suaves até que os sintomas diminuam.


Tratamento da Gastroenterite

O uso de antibióticos muitas vezes é necessário para tratar infecções associadas à gastroenterite, mas eles podem desequilibrar a microbiota intestinal. Por isso, a introdução de probióticos é importante para restabelecer esse equilíbrio e acelerar a recuperação.


É essencial monitorar sinais de desidratação, como:

  • boca seca,

  • diminuição da produção de urina(sim, a criança faz menos xixi!)

  • choro sem lágrimas

  • e sonolência excessiva.


Se a criança apresentar qualquer um desses sintomas, é importante entrar em contato com o pediatra.


Como evitar a desidratação


Gastroenterite e desidratação

Reforce a Hidratação! Aumente a ingestão de líquidos se os sinais de desidratação forem detectados. Soluções de reidratação oral são especialmente benéficas.


Em caso de vômitos, aumente os cuidados. Vômitos frequentes podem levar à desidratação e afetar a ingestão de alimentos. É essencial adotar medidas específicas para lidar com essa situação. Ofereça pequenos goles de água, soluções de reidratação oral ou chás leves. Evite alimentos sólidos até que os episódios de vômito diminuam.


A perda de apetite é comum durante infecções gastrointestinais. Mantenha o foco na hidratação! Assim como os adultos, as crianças perdem o apetite. É a hora de oferecer alimentos favoritos. Isso é crucial para garantir que a criança receba os nutrientes necessários para a recuperação. Evite forçar a ingestão, mas forneça opções variadas.


Enfrentar períodos com mais casos de gastroenterite e desidratação requer uma atenção maior à nutrição da criança. Principalmente quando se fala em prevenção e recuperação.


Espero ter ajudado!


*Vanessa Monteiro é Nutricionista especialista em Nutraição Materno-Infantil e Nutrição Clínica, com foco em atendimento Pediátrico, Tentantes, Gestantes e Lactantes.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Conversas Maternas
  • Twitter
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • LinkedIn
Grupo de mães