top of page

+publicidade+

Conversas Maternas - Eduardo Duarte

Os Primeiros Anos do Bebê


Os primeiros anos do bebê - bebê feliz

Os primeiros 1000 dias de vida, que vai do primeiro dia de gestação até os 2 anos de idade, são cruciais para o crescimento e desenvolvimento infantil.


Não é à toa que os primeiros anos do bebê são chamados de “intervalo de ouro”. Este período pode mudar completamente o destino da criança, não apenas em termos biológicos, mas também em questões intelectuais e sociais.


Os hábitos e atitudes presentes nessa fase irão influenciar o futuro do indivíduo. Não só da criança como também da mãe. A alimentação, estresse, atividade física, exposição ao fumo e álcool, por exemplo, irão impactar nos indicadores de saúde da criança e doenças em curto e longo prazo.


Por isso, a ajuda de diferentes especialistas baseada na prevenção é o caminho para alcançar uma vida mais saudável no futuro. É imprescindível que a criança seja acompanhada por profissionais especializados a fim de identificar os riscos e garantir um atendimento e suporte adequados.

" Pode até parecer que um bebê só come, dorme, faz cocô e xixi mas a verdade é que tem muito mais coisas acontecendo no mundinho dele do que nós imaginamos."

PRIMEROS CUIDADOS COM O BEBÊ

Os cuidados devem começar ainda no útero materno. A ciência mostra que a vida intrauterina, os primeiros anos de vida, o contexto ambiental onde a criança está inserida tem grande influência no seu desenvolvimento neuropsicomotor.


Planejamento

Ao planejar uma gravidez, a mulherdeve abandonar hábitos nocivos e adotar uma alimentação balanceada e a prática de atividades físicas. Outra medida importante é a suplementação de nutrientes que estejam em falta no organismo da futura mamãe. Além de manter a carteira de vacinação em dia.


Aleitamento materno

O bebê chegou? Saiba que o aleitamento materno tem um papel protetor. O Ministério da Saúde orienta que o leite da mãe seja o alimento exclusivo nos primeiros 6 meses de vida por ser completo e por todos os nutrientes necessários para o bom desenvolvimento do bebê.


Após os seis meses de vida, a alimentação complementar deve ser introduzida de maneira oportuna e adequada de acordo com as diretrizes da OMS, Organização Mundial da Saúde, mantendo o aleitamento materno até pelo menos 2 anos de idade da criança. É sabido que o início precoce do aleitamento materno, dentro de 1 hora após o nascimento, protege o recém-nascido de adquirir infecções e reduz amortalidade neonatal.


Arquitetura cerebral

Neste curto período de 36 meses, as crianças desenvolvem habilidades sensoriais, motoras e cognitivas que servirão de base para a construção de todo o desenvolvimento do indivíduo até a fase adulta.


A Plasticidade Cerebral, também conhecida como neuroplasticidade é o que possibilita um processo dinâmico e multidisciplinar de construção, de aquisição e da interação de novas competências (sensório-motor, cognição / linguagem e socioemocional) durante todo o desenvolvimento.


Ela pode ocorrer durante toda a vida, sendo mais intensa nos primeiros anos de existência do indivíduo. É nessa fase que as ligações entre os neurônios são feitas (sinapses) com tanta intensidade e maleabilidade.



Viu como as suas primeiras escolhas e decisões podem impactar na vida dos seus filhos?O ápice das conexões acontecem por volta dos 2,3 anos de idade. Por esse motivo, é importante ampliar o repertório de experiências e atividades do seu filho desde cedo.


*Geovanna Tominaga é jornalista, educadora parental, especialista em Neurociência, Educação e DesenvolvimentoInfantil. Graduanda em Psicologia e Psicopedagogia, mãe de Gabriel.

Posts recentes

Ver tudo
Conversas Maternas
  • Twitter
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • LinkedIn
Grupo de mães

Deixe seu email pra receber mais dicas!

Seja bem-vindo!

Grupo de mães
bottom of page