top of page

+publicidade+

Conversas Maternas - Eduardo Duarte

Volta às aulas: de olho na postura


O ambiente escolar tem muito a colaborar para o crescimento e desenvolvimento global das crianças. Por isso, é importante que os pais incentivem suas crianças a lidarem com os desafios da volta às aulas e colaborem para que a experiência dos pequenos em sala de aula seja gratificante e encorajadora. Para isso, preste atenção em alguns fatores que podem impactar nesse resultado e prejudicar o futuro das crianças, como a má-postura!


Uma grande dúvida dos pais é sobre a arrumação da mochila, modelo e peso mais adequado. Antigamente, a má postura e às dores nas costas era associada ao uso da mochila pesada. Atualmente, defende-se o uso da mochila para auxiliar na ativação muscular e ajudar no futuro da criança. Para alguns estudiosos, o fato de usar uma mochila pesada, faz com que a criança se movimente contra a carga e ative a musculatura, será ?


MOCHILÃO NAS COSTAS

Uma boa postura é aquela que alinha, com esforço mínimo, todo grupo muscular e articular, e que suporta o peso corporal. Qualquer posição que aumente o stress pode ser considerada postura errada. É importante ter equilíbrio em tudo! Então, vou enfatizar a importância do alinhamento biomecânico, ou seja, da postura correta ao usar uma mochila. Os desvios causam desequilíbrio no sistema corporal, levando à compensações que podem gerar alterações em sua estrutura e função, dificultando a participação da criança no ambiente social e prejudicando seu desenvolvimento global.


QUAL É A POSTURA CORRETA?

A mochila ideal é aquela que fica mais rente ao corpo, tem alças largas e acolchoadas, não deve ultrapassar a largura dos ombros. Evite muitos acessórios que impõe peso extra. Escolha uma mochila mais simples pra sua criança. ATENÇÃO! A mochila não deve ficar abaixo da cintura.


Para quem opta pela mochila de carrinho, a postura correta ao puxar a mochila deve ser ereta, formando um ângulo de 30 graus entre o braço e o tronco da criança. O cabo deve ficar um pouco abaixo da cintura. Evite materiais que não oferecem segurança para criança segurar e faz escorregar as mãos.


ATENÇÃO AOS CALÇADOS

Não devemos esquecer de dar atenção especial aos pés dos nossos pequenos. Nossos pés são nossa base de suporte. Com uma boa base, teremos melhor alinhamento e todo corpo, favorecendo um melhor controle de tronco, cabeça e função dos membros superiores.


O calçado ideal deve ser confortável, mas que permita alinhamento e estabilidade. Modelos muito maleáveis podem atrapalhar a criança. Escolha um solado firme, com a traseira rígida. Isso ajuda a trazer estabilidade para os tornozelos. Calçados poucos apropriados podem prejudicar o desenvolvimento e favorecer o pé plano. Não esqueça de verificar com frequência se os calçados estão servindo bem ou se estão apertando os pezinhos.


POSTURA À MESA

É muito comum também algumas crianças apresentarem dores em todo o corpo por consequência de posturas inadequadas, ou porque mesas e carteiras não são ergonomicamente corretas. Além disso, a postura influencia na visão e no nível de atenção ao conteúdo que está sendo dado em sala de aula.

Outro grande desafio para os pais, não é mesmo ? Uma postura corporal desconfortável pode ser responsável pela diminuição do interesse do estudante pelas atividades propostas em sala de aula. A carteira correta também desempenha o papel de facilitadora da aprendizagem. Deve ser projetada de acordo com a estrutura física e biomecânica da criança que a utiliza, verificando o conforto e a possibilidade de movimentação.


Preste atenção na postura do seu filho sentado:

  • Os pés devem estar apoiados no chão. Se não for possível, use algum recurso que aproxime o chão da criança e permita esse apoio da planta dos pés, fundamental para uma boa estabilidade de tronco.

  • Altura da mesa ė aproximadamente na altura dos cotovelos.

  • O encosto deve suportar as curvas naturais da coluna desde a região torácica até a lombar.

  • As coxas devem estar totalmente apoiadas no acento e formando um ângulo de 90 graus com quadril.Esse ângulo é fundamental para estabilizar o tronco, favorecendo o uso dos membros superiores.


Mais algumas diquinhas! Tire tudo o que não será utilizado da mochila e deixe espaço livre para os novos materiais. Além disso, se possível, reserve um local exclusivo para estudo, que seja confortável e agradável. Convide a criança para conferir se todo o material está nos conformes, cadernos, livros, lápis... e seus uniformes.


E um bom recomeço!




*Bete é fisioterapeuta especializada no Conceito neuroevolutivo Bobath baby e infantil combinado com integração sensorial, Método Therasuit. Certificada em cursos de desenvolvimento motor e aspectos biomecânicos e cinesiologicos. Pediatric taping e eletroestimulação na pediatria. Controle de tronco e pediatric gait.



Posts recentes

Ver tudo
Conversas Maternas
  • Twitter
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • LinkedIn
Grupo de mães

Deixe seu email pra receber mais dicas!

Seja bem-vindo!

Grupo de mães
bottom of page