top of page

+publicidade+

Conversas Maternas - Eduardo Duarte

Autoestima na Maternidade

Por Érika Emil | Colunista convidada

AUTOESTIMA NA MATERNIDADE
AUTOESTIMA NA MATERNIDADE

Ilusão é pensar que a autoestima saudável se origina do espelho, de parâmetros ou consentimentos externos e do que é ditado por qualquer outra pessoa que não seja você mesma. Uma autoestima saudável não é uma meta a ser alcançada.

Diante disso, associar aa utoestima a um conceito ilusório faz muito sentido. Ilusão é pensar que a autoestima saudável se origina do espelho, de parâmetros ou consentimentos externos e do que é ditado por qualquer outra pessoa que não seja você mesma.


Autoestima, é a soma de três fatores que estão relacionados somente à você, você e você. Autoconceito, amor próprio e autoconfiança, é isso que importa! Pode ser que agora tenha aparecido um peso da responsabilidade pela sua autoestima não estar tão “em dia”, mas isso não significa que você precisa sentir vergonha, culpa, muito menos dores emocionais. Assumir a responsabilidade é ter consciência, isto é fundamental em qualquer processo de mudança. É válido saber que uma autoestima saudável não é uma meta a ser alcançada.


Na minha prática clínica o processo terapêutico acontece pautado nos objetivos do paciente, ou seja, o que faz o paciente ter alta da psicoterapia, é ele ter alcança tudo aquilo que “foi buscar” nela. Com frequência, atendo mães com queixas direta ou indiretamente relacionadas à baixa autoestima e logo no início do tratamento é feito um psicoeducação, isso significa que ensino sobre autoestima pelo viés psicológico,cognitivo e comportamental.


Trouxe um pouco dessa psicoeducação para vocês, porque acredito verdadeiramente que a maternidade traz motivos reais que nos fazem negligenciar a autoestima, mas também acredito que ela traz o maior e melhor motivo para não desistirmos dela – nossos filhos! E estou aqui para validar que: Cuidar de você é cuidar do seu filho! Entender isto é libertador e torna a maternidade muito mais leve, além de abrir espaço para o autocuidado tão necessário e abandonado, assim, é possível cuidarmos também da nossa autoestima, olhando para os trêspilares que a sustentam – autoconceito, amor próprio e autoconfiança.


DEFINIÇÕES QUE AJUDAM

Autoconceito, é o que penso sobre mim, a visão que tenho de quem eu sou, o que penso sobre a minha personalidade, minhas características e habilidades. Você enxerga suas qualidades, aquilo que tem feito de melhor na maternidade ou somente os defeitos, aquilo que deu errado e não saiu como você gostaria?


Amor próprio, geralmente é algo que desaparece ou fica para segundo plano após a maternidade. Mas você concorda que não faz sentido conseguirmos entregar tanto amor, acolhimento, gentileza às nossas crianças e não conseguimos sentir tudo isso por nós mesmas?


Autocompaixão é necessária no processo de fortalecer a autoestima, se tratar como trataria uma melhor amiga, nutrir os melhores sentimentos por você, respeitar seu tempo, seu processo... Outro motivo para fortalecer o amor próprio é lembrar que agindo assim você também ensina o seu filho, pelo exemplo, a fortalecer o dele.


Autoconfiança, é a atitude coerente com os bons pensamentos e bons sentimentos sobre nós. Como está a sua autoconfiança namaternidade? Está satisfeita com as suas atitudes e escolhas, se sente segura e confiante? Se a resposta a essa pergunta for “não”, sua autoestima pode estar afetada.


Estes três conceitos nos ajudam a entender o que de fato está por traz de uma autoestima saudável. Não vamos desacreditar dos benefícios de gostar do que vemos no espelho, de estar com as unhas e cabelos em dia, de receber uma massagem relaxante ou ir para um happy hour com as amigas... Tudo isto é valioso, especialmente depois que somos mães. Mas, eu espero que percebamos que são os pensamentos e sentimentos sobre nós e as atitudes que eles levam para o mundo e para a maternidade que verdadeiramente importam,quando o que está em pauta é a Autoestima na Maternidade!


*Colunista Convidada: Érika Emil é psicóloga clínica especializada em saúde emocional e mental materna. Também é Educadora Parental em Disciplina Positiva(PDA/EUA).

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Conversas Maternas
  • Twitter
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • LinkedIn
Grupo de mães

Deixe seu email pra receber mais dicas!

Seja bem-vindo!

Grupo de mães
bottom of page