top of page

+publicidade+

Conversas Maternas - Eduardo Duarte

Atraso sensório-motor na infância


Nesta coluna, vou focar na atuação do Fisioterapeuta, que pode ter um impacto extremamente benéfico na qualidade de vida desses pacientes. O fisioterapeuta atua diretamente em funções determinantes para vida do bebê, da criança e adolescente visando a idade adulta. Quanto mais cedo a intervenção, melhor será o resultado!


A abordagem em crianças com transtorno de processamento sensorial (TPS) ou transtornos motores com base sensorial (aqueles que apresentam dificuldades em integrar informações do corpo ou movimentar de maneira eficaz no ambiente), requer sempre uma equipe multidisciplinar como Terapeuta Ocupacional. Fisioterapeuta. Fonoaudiólogo. Psicólogo, dentre outros especialistas.


AVALIAÇÃO

Tendo como pano de fundo a CIF( classificação internacional de funcionalidades) devemos fazer um processo investigativo das estruturas e funções do corpo que contribuem de forma importante para limitação da atividade. O que significa isso ?Sabemos que todo corpo funciona de maneira integrada, ou seja, todos os sistemas se integram para funcionalidade. Que os 8 sentidos, isso mesmo, temos 8 sentidos( visão, audição, paladar, tato, olfato, sistema vestibular , propriocepção, interocepção). Eles estão interligados para dar informações ao sistema nervoso central para conseguirmos realizar funções como comer, caminhar, escrever ...Vemos que o movimento é reflexo dos sistemas.


Vamos destacar a importância de analisar as estruturas como: força muscular, encurtamentos, alinhamento, reflexos, tônus, mobilidade, coordenação, equilíbrio como fator limitante a atividade.


Um exemplo prático ė a criança que anda nas pontas dos pés por um fator sensorial, ao permanecer 70 a 80% do dia andando assim, não trará benefícios para musculatura, articulações e demais estruturas, podendo ter efeitos a médio e longo prazo, trazendo impacto negativo na marcha com alterações no alinhamento, quedas e alterações na participação da criança ao meio.


ALERTA

Você sabia que na maioria das vezes isso pode ter origem desde cedo?

Ao terceiro mês quando o bebê não tem hábito de ter experiências no chão de bruços provavelmente não teve oportunidade para transferir o peso para o quadril assim como as forças no fêmur. Quando de barriga para cima, não pega os pés o que prejudica a mobilidade pélvico lombar. Esses fatores vão interferir na engrenagem do desenvolvimento e quando a criança começa a andar, permanece na ponta dos pés .


Entendeu como as estruturas e funções do corpo se expandem para o fatores contextuais? Uma boa base de suporte facilita a sensibilidade. A intervenção de fisioterapia e terapia ocupacional de forma tratar aspectos sensoriais e estruturais se faz necessário


DICAS ESSESNCIAIS

🔸 Ter orientações de um profissional especializado de forma encontrar estratégias para realização das atividades adaptando-as ou encontrando formas mais fáceis para realizar os estímulos. Incluindo-os na rotina diária da criança, de forma não haver somente um momento do dia para realização dos exercícios.

🔸 Estimular a postura de bruços ( tummy time ) desde cedo. É possível colocar o bebê desde Recém nascido de bruços! Há muitas formas para colocar seu bebê de bruços como no colo, no tatame com rolinho, no banho.

🔸 incentive seu bebê a pegar os pés, colocando uma almofada embaixo do bumbum

🔸 varie sempre a postura do seu bebê e tenha prática em brincar com seu bebê de lado.

🔸 Evite usar dispositivos contensores como bebê conforto, cadeirinha de balanço, carrinho, sling dentre outros.

🔸 No caso de crianças maiores, fique atentos a um bom posicionamento. Quando sentado , ter sempre apoio dos pés e explorar atividade como escalada, que proporciona um alongamento ativo.

🔸Tenha um ambiente que contribua como facilitador, que favorece oportunidades para criança explorar e que não limite seus movimentos. Além disso o bebê precisa de amor, carinho, sua presença em cada fase.


Ficou alguma dúvida? Deixe aqui a sua pergunta pra mim :)


* Bete é formada em fisioterapia, especializada no Conceito neuroevolutivo Bobath baby e infantil combinado com integração sensorial, Método Therasuit. Certificada em cursos de desenvolvimento motor e aspectos biomecânicos e cinesiologicos de 0 a 2 anos, desenvolvimento típico e atípico. Pediatric taping e eletroestimulação na pediatria. Controle de tronco e pediatric gait.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Conversas Maternas
  • Twitter
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • LinkedIn
Grupo de mães

Deixe seu email pra receber mais dicas!

Seja bem-vindo!

Grupo de mães
bottom of page